História Irmandade Nosso Senhor dos Passos e Igreja Nosso Senhor dos Passos e Nossa Senhora da Dores: uma fé centenária

    Minas Gerais é o estado que melhor representa a tradição das irmandades religiosas. Irmandades estas marcadas pela participação dos leigos na organização da vida religiosa. Contando com a participação de todas as camadas sociais, estas instituições foram responsáveis por promover a religiosidade não só no que tange a formação espiritual, mas também no que se refere a assistência social, isto desde o século XVIII e adentrando o XIX. E em Santos Dumont contamos com o trabalho de uma irmandade que há 159 anos faz com que a fé católica seja fortalecida através de suas ações, esta é a Irmandade Nosso Senhor dos Passos. De acordo com relatos de Padre Adalberto Dobbert, a Irmandade Nosso Senhor dos Passos precede a Igreja Nosso Senhor dos Passos, pois a Irmandade foi constituída em 1855 realizando algumas atividades na Matriz de São Miguel e Almas. No local onde hoje temos a Igreja Nosso Senhor dos Passos, foi inicialmente erguida uma Capela onde os fieis rezavam o terço e por isso foi denominada Capela do Rosário, esta datada de 1872, ali a irmandade se estabeleceu. O tempo passou e a Capela foi se deteriorando até que em 1925 ruiu, não sendo possível continuar sendo realizadas as atividades religiosas. A Irmandade Nosso Senhor dos Passos possuía, em 1929, metade de um casarão à Avenida 15 de Novembro (hoje Av. Getúlio Vargas) e o vendeu para dar início à construção de outra capela. Não sendo suficiente, em 1931, vendeu mais alguns terrenos e contou com o apoio da população para angariar fundos e dar continuidade às obras. Neste mesmo ano foi celebrada, em 15 de setembro, a primeira missa na Capela das Dores, mais tarde denominada Igreja Nosso Senhor dos Passos e Nossa Senhora das Dores.Em outubro de 1932 foi idealizada uma festa, que aconteceu em 06 de novembro, denominada “Festa dos ladrilhos”, para serem feitos os acabamentos da obra. Finalizada a obra, foi marcada a inauguração para o dia 18/12/1932, o que não ocorreu por alguns problemas e assim tivemos a inauguração em 1o de janeiro de 1933. Neste mesmo ano foi comprada a imagem do Cristo Redentor da torre. Nas décadas de 60 e 80 do século XX e início do século XXI a Igreja passou por algumas reformas, o que muito contribuiu para a preservação do seu patrimônio e a Irmandade continua, assim como nos primórdios, a ter uma participação ativa na Paróquia principalmente nas celebrações da Semana Santa. Neste mês de abril, em que se finda mais um período quaresmal e celebramos a ressurreição do Senhor Jesus, destacar a trajetória da Igreja Nosso Senhor dos Passos é emblemático, pois devemos ver nos “passos” para o calvário o caminho para a vida eterna.

    Ana Maria Marques Dias - Divisão de Arquivo Público e Patrimônio Cultural


    História do Senhor dos Passos e Senhora das Dores


    Topo da Página