Manual da Pastoral da Comunicação

Trabalhar a notícia relacionada aos trabalhos da comunidade, divulgando-a, com o objetivo de levar ao conhecimento público o que a Igreja Católica vem realizando em prol da Evangelização pela busca do Reino de Deus, tornando-se um elo entre todos os eventos, todas as pastorais, movimentos e associações que há na comunidade, além de facilitar as relações humanas, a organização e o planejamento dos recursos de comunicação.

Vinde espírito

A oração que todos nós elevamos a Deus, o Maranathá! Esse é o clamor da Igreja que é potencializado pela Pastoral da Comunicação. A Missão da PASCOM consiste em multiplicar essas vozes através dos recursos disponíveis para que a Igreja se levante em oração e viva a alegria do Evangelho, em comunhão com a Igreja paroquial, comunitária e arquidiocesana.

eixos da pascom

A Formação tem por objetivo a qualificação das lideranças e agentes de pastoral para que desenvolvam e executem projetos teoricamente embasados, tecnicamente atualizados e eticamente comprometidos.
O eixo da Produção está voltado para a elaboração de materiais, como: subsídios de textos impressos e digitais, áudios e vídeos que deem sustentação ao trabalho cotidiano dos agentes de comunicação.
A Articulação se propõe a animar e envolver os agentes culturais e pastorais para que conheçam e se comprometam com ações concretas e integradas com os processos e meios de comunicação para o anúncio da Boa-Nova de Jesus Cristo.

 

o que é a pastoral da comunicação?

A expressão “Pastoral da Comunicação” nasce da conjunção de duas realidades que interagem reciprocamente: comunicação e pastoral. A palavra “pastoral” tem sua raiz no verbo “apascentar”, “pastorear” e no termo “pastor”. No Antigo Testamento, essas palavras são carregadas de significados. A característica do pastor na literatura bíblica é aquela de “guiar”, “conduzir”. No Evangelho de São João, Jesus se apresenta como o Bom Pastor que cuida das ovelhas, chama-as pelo nome, as conduz, caminha à frente delas e dá a vida por elas. Jesus é referência e paradigma de toda ação pastoral da Igreja. A pastoral é aquela que conduz, provê, liberta, reúne, salva, anima, e coloca-se a serviço da comunidade e de todas as pessoas.

As ações comunicativas da PASCOM ganham sentido na medida em que colaboram com a ação evangelizadora da Igreja, pois a evangelização, anúncio do Reino, é comunicação. Contudo, não se pode reduzir essa pastoral aos meios de comunicação, pois ela é um elemento articulador da vida e das relações comunitárias.

Compreendendo a PASCOM em sua abrangência, algumas características se destacam:

1) colocar-se a serviço de todas as pastorais para dinamizar suas ações comunicativas;

2) promover o diálogo e a comunhão das diversas pastorais;

3) capacitar os agentes de todas as pastorais na área da comunicação, especialmente a catequese e a liturgia;

4) favorecer o diálogo entre a Igreja e os meios de comunicação;

5) envolver os profissionais e pesquisadores da comunicação nas reflexões da Igreja e

6) desenvolver as áreas da comunicação, como a imprensa, a publicidade e as relações públicas.

(Diretório da Comunicação para a Igreja no Brasil /245 – 248 ) - Fonte: http://pascombrasil.com.br/

objetivo

Anunciar o Evangelho de Jesus Cristo através dos agentes da Pastoral da Comunicação nas comunidades, e das pastorais em geral, com os recursos dos meios de comunicação disponíveis na Igreja, de acordo com as Diretrizes Gerais da Igreja do Brasil (DGAE), da Pastoral da Comunicação Nacional e Arquidiocesana.

pascom: o que é e o que não é

Já se deparou com aquele velho pré conceito: “Ah, a PASCOM só tira foto…”? Nada mais errado que isso. Se você se identificou com esse pensamento, vamos rapidamente conceituar melhor o que é e o que não é a Pastoral da Comunicação. É bem comum as pessoas pensarem assim, pois onde mais se vê a Pascom é na fotografia e nos slides, porém isso é só a ponta do iceberg.

O que é PASCOM?
Pastoral da Comunicação é comunhão, é o elo entre todas as pastorais, movimentos, eventos e associações que tem na comunidade, bem como com os meios de comunicação que existem fora da comunidade (jornais de bairro, rádios comunitárias, etc.). Ela não é mais uma pastoral, mais é o que dá comunhão, pulsação nas atividades e na existência da comunidade. É a presença efetiva de toda a comunidade em todo e qualquer momento.

E o que não é a PASCOM?
A PASCOM não é apenas um boletim, um mural, página de Internet, etc. Essas são formas utilizadas pela equipe de comunicação. Muitas vezes se reduz a PASCOM a um desses meios, o que significa prejuízo da qualidade de um trabalho. Todos os meios de comunicação que a comunidade possui devem estar abertos a todos.

Por que ter uma Pastoral de Comunicação em sua comunidade ou paróquia ?
Para fortalecer a comunhão, para que todos tenham conhecimento e possam participar dos eventos da comunidade. Para dinamizar e tornar mais viva e participativa as celebrações. Para divulgar a Paróquia para dentro e fora dela. Para chegar mais perto das pessoas, saber utilizar a linguagem adequada para cada meio, para cada tipo de participante, enfim para levar a Boa Nova a todos sem distinção, sem separação, sem medos, sem preconceitos. Agora que você sabe o que é PASCOM fique de olho para enxergar, e não apenas ver.

o perfil do comunicador

“O comunicador cristão, seja ele uma liderança religiosa, um Agente da Pastoral da Comunicação, um profissional da área ou um animador da comunicação no espaço educativo, deve apresentar um perfil psicopastoral em que se destaque:
Uma reconhecida capacidade de se relacionar, o que significa capacidade de manter institucionalmente o diálogo com as várias tendências presentes na comunidade e Arquidiocese, assim como capacidade de cultivar uma tolerância responsável.
Uma comprovada criatividade na descoberta de soluções para os problemas de comunicação com os quais tiver de lidar, buscando respostas novas e adequadas para situações igualmente novas.
Uma condição de visibilidade e de significabilidade, o que significa que o comunicador deve ser importante e significativo para a comunidade, pelo seu testemunho de coerência e tolerância, por sua transparência e sua capacidade de facilitar a todos que se expressem e se comuniquem. Cabe a ele garantir para o receptor o seu lugar de protagonista na comunicação de todas as fases do processo: planejamento, execução e avaliação.
Uma abertura para manter-se permanentemente em situação de aprendizagem, fato que levará o Agente da Pastoral da Comunicação a buscar permanente atualização nos campos da teoria e tecnologias da comunicação.
Enfim, uma profunda abertura para o exercício do diálogo, elemento essencial e específico do projeto cristão de comunicação.”

a pascom e sua missão:
"ide pelo mundo e anunciai o evangelho"

A Pastoral da Comunicação (ou simplesmente PASCOM) nasceu da necessidade da Igreja Católica de comunicar-se, seja pelos meios impressos, pelos veículos como televisão e Internet, ou através das redes sociais.

Uma das funções da PASCOM é comunicar. Mas acredite, comunicar não é “só comunicar”. A comunicação que a PASCOM trabalha engloba a comunicação entre as pastorais e a comunicação das pastorais com a comunidade; de forma a INTEGRAR as pastorais, os movimentos, as pessoas, o pároco; procurando levar todos a anunciarem a mesma palavra de amor que Jesus nos anunciou.

A Igreja é servidora; por isso, a Pastoral da Comunicação coloca-se como parceira de todos os que querem fazer uma sociedade mais solidária, justa e fraterna. A comunicação não é apenas um meio para a solidariedade; é a primeira e mais básica manifestação de solidariedade.

A Instrução Pastoral AETATIS NOVAE, cita que “o trabalho dos meios de comunicação católicos não é só uma atividade complementar que se vem juntar às outras atividades da Igreja: a comunicação social tem, com efeito, um papel a desempenhar em todos os aspectos da missão da Igreja. Não é suficiente, também, ter um plano pastoral de comunicação, mas é necessário que a comunicação faça parte integrante de todos os planos pastorais, visto que a comunicação tem, de fato, uma contribuição a dar a qualquer outro apostolado, ministério ou programa” (Aetatis Novae, 1992, n. 17).

Todos nós devemos procurar espalhar a palavra de Deus, seguindo os passos de Jesus Cristo. Logo, mesmo não fazendo parte efetivamente da PASCOM, cada um de nós tem o papel evangelizador quando agimos baseados no ensinamento “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura” (Mc 16, 15). Mas a Pascom é quem auxilia nessa missão como facilitadora das relações, ajudando na construção de uma comunidade unida e fraterna, com crescente espiritualidade, na construção de um mundo melhor.

membros da pascom

Marcus: Coordenador - Marketing
Maria Alzira: Vice coordenadora - Propaganda e Publicidade
Rita Fontes: Relações Públicas
Renan Oliveria: Jornalista
Josiane: Jornalista
Rodrigo: Médico Oftalmologista
Ana karolina
Daniela Scaldaferri
Marcela
Mariana Oliveira
Patrícia Honório

topo da página