O Apostolado da Oração divulgou quais serão as intenções de oração do Papa Francisco para os 12 meses do ano de 2017.

    Para o mês de janeiro, a intenção de oração do Pontífice será ‘por todos os cristãos, para que, fiéis ao ensinamento do Senhor, se empenhem com a oração e a caridade fraterna no restabelecimento da plena comunhão eclesial, colaborando para responder aos desafios atuais da humanidade’.

    Em fevereiro, o Santo Padre pede para que se reze ‘por todos os que vivem em provação, sobretudo os pobres, os prófugos e os marginalizados, para que encontrem acolhimento e conforto nas nossas comunidades’.

    Em março, Francisco pede orações ‘pelos cristãos perseguidos, para que experimentem o apoio de toda a Igreja na oração e através da ajuda material’.

    Em abril, a intenção de oração do Papa está voltada aos ‘jovens, para que saibam responder com generosidade à própria vocação, considerando seriamente também a possibilidade de se consagrarem ao Senhor no sacerdócio ou na vida consagrada’.

    Em maio, se rezará ‘pelos cristãos na África, para que deem um testemunho profético de reconciliação, de justiça e de paz, à imagem de Jesus Misericordioso’.

    Em junho, o Papa pede orações ‘pelos responsáveis das nações, para que se empenhem decididamente em pôr fim ao comércio de armas, que provoca tantas vítimas inocentes’.

    Em julho, a intenção de oração do Santo Padre é ‘pelos nossos irmãos que se afastaram da fé, para que, através da nossa oração e do nosso testemunho evangélico, possam redescobrir a proximidade do Senhor misericordioso e a beleza da vida cristã’.

    Em agosto, Francisco exorta para que se reze ‘pelos artistas do nosso tempo, para que, através das obras do seu engenho, ajudem todas as pessoas a descobrir a beleza da criação’.

    Em setembro, a intenção de oração do Papa é ‘pelas nossas paróquias, para que, animadas pelo espírito missionário, sejam lugares de comunicação da fé e testemunho de caridade’.

    Em outubro, o Santo Padre pede orações ‘pelo mundo do trabalho, para que sejam assegurados a todos o respeito e a tutela dos direitos e seja dada aos desempregados a possibilidade de contribuírem para a edificação do bem comum’.

    Em novembro, Francisco rezará ‘pelos cristãos na Ásia, para que, testemunhando o Evangelho com palavras e obras, favoreçam o diálogo, a paz e a compreensão recíproca, sobretudo com aqueles que pertencem a outras religiões’.

    Em dezembro, a intenção de oração do Papa Francisco será ‘pelos idosos, para que, sustentados pelas famílias e pelas comunidades cristãs, colaborem com a sua sabedoria e experiência na transmissão da fé e na educação das novas gerações’.

    Fonte: Gaudiumpress.org




    topo da página